Como se interrompe o período menstrual ? Quais são os benefícios e malefícios deste processo?

Por: Dra. María Beatriz Galvão

Já aconteceu com todas nós: no dia em que vamos viajar e tudo já está programado, justo NAQUELE dia, a menstruação desce! E é aí que começamos a procurar maneiras de escapar dessa visitinha inesperada, pelo menos por um mês. Você já se perguntou se essas “omissões” geram algum efeito no nosso corpo?

A anticoncepção moderna ofereceu às mulheres um avanço na qualidade de vida, que hoje conseguem planejar quando e se querem engravidar. Além da contracepção, os anticoncepcionais apresentam benefícios que vão além do planejamento familiar, como alívio dos sintomas menstruais, diminuição no risco de câncer de ovário e de câncer de endométrio.

Para alguns, a menstruação ainda está ligada a feminilidade, fertilidade e juventude, mas para muitas mulheres, menstruar significa sofrer com cólicas e sangramentos volumosos todos os meses, além de dores de cabeça e alterações no humor. Estas mulheres são candidatas ao uso contínuo de hormônios, caso não haja nenhuma contra indicação para o método. Portanto, interromper o fluxo menstrual não é danoso, e sim benéfico nestes casos. 

E aí vem as grandes questões frequentes de milhares de pacientes:  Como cortar a menstruação? A cólica menstrual para quando uso anticoncepcional? Existe algum remédio para a menstruação descer urgente? Existe algum remédio caseiro para cortar a menstruação? Posso utilizar anticoncepcional para cortar a menstruação? Existe alguma injeção para parar de menstruar? É possível “domar” o ciclo menstrual com o uso dos anticoncepcionais? Por que ainda sangramos mesmo utilizando a pílula?

Criada na década de 60, a pílula anticoncepcional foi considerada por muitos como símbolo da emancipação e independência feminina. Porém, a interferência em um processo natural de reprodução não era visto com bons olhos pelas instituições religiosas, que recomendavam o método da tabelinha como alternativa para as mulheres que não desejavam engravidar. 

Para que conseguissem a aprovação da Igreja, os desenvolvedores da pílula propuseram que fosse feita uma pausa no uso da medicação para que houvesse o sangramento menstrual, mimetizando um ciclo natural. Portanto, a realização da pausa não foi criada por razões médicas, mas sim religiosas. 

Outro motivo de muitas mulheres acharem que cessar a menstruação é algo nocivo vem de gerações antigas, que consideravam a menstruação um processo de limpeza do organismo. Porém, é preciso entender que o corpo mulher foi feito para engravidar, e não para menstruar todos os meses. Antigamente, as mulheres passavam mais tempo de sua vida reprodutiva grávidas ou amamentando do que menstruando. A menstruação apenas é um sinal de que a gravidez não ocorreu. 

Agora os tempos são outros, as mulheres já não passam a maior parte da vida grávidas e felizmente os produtos menstruais também evoluíram, tornando este acontecimento mensal no nosso corpo, muito mais tranquilo e agradável. Atualmente a gama de produtos menstruais é tão ampla que mesmo menstruadas podemos realizar qualquer atividade sem tantos transtornos.

Os hormônios utilizados na pílula contraceptiva são derivados do estrogênio e da progesterona, sendo que algumas apresentam os dois tipos de hormônios combinados, e outras apenas a progesterona.

Cada organismo se adapta a determinada dosagem e tipo hormonal, sendo indispensável o seguimento médico para escolher o melhor esquema terapêutico. O objetivo é que seja usada a menor dosagem hormonal eficaz para controlar os sintomas.

Algumas mulheres podem apresentar sangramentos irregulares em pouca quantidade, chamados de escapes, principalmente no início do tratamento, que duram em torno de 3 a 6 meses. Caso este período se prolongue, será necessária a reavaliação para a troca da medicação.

Para as mulheres que apresentam contra indicações às pílulas orais, uma ótima alternativa é o DIU hormonal, que apresenta inúmeros benefícios ao reduzir expressivamente o volume de sangramento e as cólicas. Sua ação hormonal é local, com mínima passagem para a circulação sanguínea, sendo seguro em mulheres fumantes ou hipertensas, por exemplo.

Se por algum motivo você precisar interromper a sua menstruação, não tenha medo! Agora você já sabe que existem métodos seguros para isso. Busque sempre a ajuda de um profissional da saúde a fim de que seja escolhido o melhor método para você. 

Sem dúvidas, a menstruação é um processo biológico do seu corpo, e sendo assim, também devemos aceitá-la com naturalidade. Lembre-se que quando a sua menstruação estiver por aí, poderá sempre contar com os nossos produtos para viver um ciclo menstrual tranquilo e cômodo. 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Fala com nossas psicólogas especialistas

Por que mudamos tanto durante o nosso período? As emoções sempre têm algo a nos dizer. E está tudo bem se sentir Alegre, Emocionada, Triste, Ansiosa
Preencha aqui os seus dados para ficar em contato e agendar a sua consulta